segunda-feira, 10 de maio de 2010

O Povo Daqui - PARTE VIII - Costumes e Tabus Alimentares - PRACUÚBA


Fotos: Flávia Pennafort

Rio Pracuúba

Descendente de uma família colonizadora da região do Pracuúba e casado há 21 anos com Dona Lourdes, Senhor Milton César Maciel, o Seu Milton, representa tudo de bom que nosso caboclo tem, é inteligente, trabalhador, comunicativo, sensato, flexível às mudanças e responde à luz da razão a suas próprias crenças.
Fazem parte de sua lista as famosas misturas do licor de açaí com frutas cítricas, “vamos supor que se uma pessoa fritou ou assou um peixe e comeu com açaí … ele não vai tomar uma limonada, por exemplo, porque eu penso que o azedo pode complicar.... ”. Apesar deste hábito ser evitado, ele mesmo reconhece que “ é tudo fruta, é suco natural, talvez não faça mal mesmo”.
O Conselho Regional de Nutricionistas – 7ª Região – PA, RO, RR, AM, AP, AC, em matéria intitulada CRENÇAS E TABUS REFERENTES À ALIMENTAÇÃO, de autoria de Mardônio W. Frota esclarece que: Açaí contém um teor de ferro vegetal e só é absorvido no organismo se for associado a uma fruta com vitamina C. E ainda mais: O QUE O POVO DIZ: Associar o açaí com outras frutas pode ser fatal. Não se pode tomar remédio após ter tomado açaí que pode ser fatal também.
O CORRETO: O açaí é uma fruta com todos os seus componentes iguais e jamais levaria alguém a óbito.

Seu Milton e a esposa, Dona Lourdes.

Seu Milton tem a firme convicção de que tomar banho de rio depois das refeições faz mal e é até perigoso, principalmente se o cardápio tiver sido carne de porco, feijão ou o açaí com seus tradicionais acompanhamentos
Sua convicção está correta, ao acabarmos de comer, o alimento começa a ser digerido requerendo um maior fornecimento de sangue para o estômago e os intestinos. Ao nadar o organismo exige também uma demanda de fornecimento de sangue para o trabalho muscular competindo assim com a digestão. O resultado é que o organismo não consegue fluxo de sangue para as atividades e os tecidos começam a ter cãibras. Um problema sério para quem está na água. O correto é esperar 1 hora após a refeição para que aconteça a digestão.
Sino da Igreja de Pracuúba

Por quem os sinos dobram...

Num município sem muitas opções de entretenimento, os rios e pequenas corredeiras respondem como opção de lazer, somados a rodadas de bebidas alcoólicas. Esta combinação resulta em lembranças dolorosas para familiares e amigos de vítimas de morte por afogamento.
As pessoas organizam os eventos festivos e terminam com o banho de rio onde o senso de responsabilidade é minimizado pelo teor alcoólico. “Quem não sabe nadar ou quem bebe não pode ficar no rio... quando todos estão se divetindo ninguém repara quando um desaparece”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário